sábado, 30 de janeiro de 2016

Mosquitos geneticamente modificados juntam-se à luta para deter Virus Zika !

Eis o que aconteceu no Brasil, onde Oxitec tem estado na realização de experiências com enormes mosquitos geneticamente modificados.

O gráfico abaixo é de,  Zika Virus, Explicado em 6 gráficos e mapas:

zika_brazil
Também de 2012: Brazil Rolls Out GM Mosquito Farms: O Brasil abriu sua fazenda de mosquito pela primeira vez, em larga escala geneticamente modificado em um esforço para reduzir a incidência de dengue.
Os mosquitos são uma versão modificada geneticamente (GM) do Aedes aegypti, a espécie responsável pela transmissão do vírus do dengue para os seres humanos. A fazenda foi inaugurada na semana passada e é esperado para produzir milhões de insetos GM a cada mês.
Cientistas da Oxitec britânica desenvolveram um método de encurtar o tempo de vida dos mosquitos e reduzir a população de mosquitos por, essencialmente, esterilizá-los. Os mosquitos são projetados para precisar o antibiótico tetraciclina para desenvolver além da adolescência. Os mosquitos machos no laboratório é dado o antibiótico para atingir a idade adulta e, em seguida, colocados em liberdade para cruzar com fêmeas selvagens. As larvas, não consegui acessar tetraciclina, morrem antes de serem totalmente crescido. Depois de alguns dias, tanto a descendência e os machos libertados são mortos.
A principal preocupação, de Mier disse, era a incerteza ea falta de dados científicos sobre o potencial dos mosquitos transgênicos vai representar danos de longo prazo para o ecossistema de Key West e seus habitantes.
Ela e outros que se opõem a pesquisa também apontam o risco potencial de fêmeas sendo lançado junto com os machos, a possibilidade de que o gene irá mutação e quaisquer potenciais efeitos negativos imprevistos que possam ter sobre os insetos e animais selvagens da área.

Os pesquisadores, no entanto, dispensar essas preocupações.

De Mier e sua corte em Key West não são os únicos céticos. No início deste ano, Instituto Max Planck da Alemanha para a Biologia Evolutiva analisaram informações de ensaios da Oxitec na Malásia e em Grand Cayman, e acusou a companhia de ter uma falta de transparência. Suas descobertas sugerem "déficits na qualidade científica dos documentos regulatórios e uma ausência geral de descrições experimentais precisos disponíveis antes de lançamentos começar."
Em outras palavras, Oxitec tem vindo a produzir mosquitos geneticamente modificados, à escala industrial por anos no Brasil, o país que agora se encontra no ponto zero deste o  surto Zika. No que diz respeito aos ensaios da Oxitec na Malásia e Grand Cayman, Instituto Max Planck da Alemanha para a Biologia Evolutiva encontrado, "Déficits na qualidade científica dos documentos regulatórios e uma ausência geral de descrições experimentais precisos disponíveis antes de lançamentos começar."
Estes são coincidências fascinantes.E aqui está mais um: Bill Gates: GM Mosquito Julgamento Estirpes Ties em Projeto de Portões-Financiado:Oxitec recebeu US $ 5 milhões do programa Portões

A rápida disseminação do vírus Zika tem despertado o interesse de uma empresa britânica que desenvolveu um mosquito geneticamente modificado. Oxitec produziu uma linha de engenharia genética do mosquito Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue e chikungunya. Essas doenças tropicais têm se tornado comum na América Latina e agora estão aparecendo na Flórida.
As raças empresa e libertações para os mosquitos machos selvagens que não produzem descendentes viáveis. Quando as fêmeas acasalam com os machos transgênicos, eles põem ovos que eclodem mas as larvas morrem antes da idade adulta. Oxitec diz ensaios realizados no Brasil e em outros países ao longo da década passada mostram liberar mosquitos machos bioengenharia pode reduzir a população de Aedes aegypti selvagens em 90 por cento.

Fonte: http://www.cryptogon.com/?p=48110

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...