quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Planetas alinhados podem ser vistos até ao nascer do Sol !

Carta celeste mostra o enfileiramento planetario visto em 20 de janeiro de 2016, antes do nascer do Sol.
Carta celeste mostra o enfileiramento planetário visto em 20 de janeiro de 2016, antes do nascer do Sol.

Vistos da Terra, todos os planetas parecem caminhar ao longo de uma linha imaginária, chamada eclíptica. No entanto, são raras as vezes que eles podem ser vistos ao mesmo tempo, formando uma longa fileira no céu noturno. E isso está acontecendo agora!
Até o final de fevereiro, Mercúrio, Vênus, Saturno, Marte e Júpiter estarão dando um verdadeiro show celeste e poderão ser observados ao mesmo tempo instantes antes do nascer do Sol.
A começar por Júpiter, os cinco planetas começarão a surgir no horizonte leste no final da noite e lentamente começarão a se erguer. Depois de Júpiter será a vez de Marte, que aparecerá lá pela 01h30, seguido de Saturno, que nascerá às 03h30. Na sequencia aparecerão o brilhante Vênus às 04h30 e Mercúrio, às 05h30.
Todos os objetos ficarão visíveis simultaneamente por alguns minutos, até que os primeiros raios de Sol comecem a ofuscar o espetáculo. 
Grafico do angulo de visao que um observador tem da Terra e que torna possivel ver cinco planetas ao mesmo tempo antes do Sol nascer.
Gráfico do ângulo de visão que um observador tem da Terra e que torna possível ver cinco planetas ao mesmo tempo antes do Sol nascer.

Devido aos planetas orbitarem ao redor do Sol quase no mesmo da Terra, um observador situado em nosso planeta sempre os verá seguirem a mesma linha, chamada eclíptica. Assim, o enfileiramento dos planetas, quando visto da Terra, é constante e eterno. O que varia é a posição que cada um ocupa dentro dessa linha, uma vez que as distâncias e velocidades de translação de cada objeto não são iguais.
Isso também faz com que a distância entre os objetos varie bastante. Em algumas épocas a distância aparente entre alguns planetas é tão pequena que parecem até se tocar, formando as conjunções planetárias.
Por falar nisso, no dia 27 de janeiro, quarta-feira, a presença da Lua próxima a Júpiter às 22h00 também formará uma espécie de conjunção. Neste dia, os dois astros ficarão separados por apenas 1 grau angular, o que no céu significa uma distância visual igual a dois discos lunares. Será imperdível!

Fonte: http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Show_no_ceu_planetas_alinhados_podem_ser_vistos_ate_o_Sol_nascer&posic=dat_20160120-110203.inc



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...