quinta-feira, 30 de abril de 2015

Segundo cientistas "Pilares da Criação" deixarão de existir daqui a 3 milhões de anos

O trabalho divulgado na revista "Monthtly Notices of the Royal Astronomical Society" se apóia na primeira imagem tridimensional das núvens, mostrando a sua "iminente" destruição, segundo o Observatório Europeu Austral (ESO). As imagens foram feitas pelo telescópio gigantesco chamado "MUSE" no CHile. A análise sugere que os "Pilares da Criação" perdem a cada milhão de anos 70 vezes a massa do sistema solar.

O cálculo para o "tempo de vida" restante às núves cósmicas foi feito com base na ideia de que a massa atual presente nos Pilares é de 200 vezes a do Sol. "espera-se que tenham uma vida útil de talvez três milhões de anos mais, - uma piscada de olhos em tempo cósmico", colocou o ESO.

A formação das colunas foi feita com o tempo, devido a potente radiação erosiva e dos ventos estelares gerados após a gestação dos astros, que expulsaram os materiais mais densos para a "vizinhança".

Com esse conhecimento, os cientistas esperam entender melhor como estrelas mais jovens podem influenciar a formação de estrelas de gerações seguintes.

A primeira imagem feita dos "Pilares da Criação" foi tirada pelo telescópio Hubble há duas décadas e é uma das mais famosas fotografias do satélite. Os cientistas pensam em trocar o nome da formação para "Pilares da Destruição" depois da notícia do fim. 

Fonte: http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2015/04/30/pilares-da-criacao-deixarao-de-existir-em-3-milhoes-de-anos-segundo-cientistas/?from_rss=ciencia-e-tecnologia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...