segunda-feira, 27 de abril de 2015

Tempestades solares ajudam a acordar os vulcões

"As tempestades solares originam movimentos violentos do magma", explica Victor Hugo Forjaz, vulcanólogo dos Açores.
 
A mãe Terra às vezes acorda mal disposta. "A atmosfera evolui todos os dias. Temos dias bons, dias maus, dias de tempestade, dias de sol. A mãe terra, lá em baixo, também tem esses humores, também tem essas reações", diz o vulcanólogo Victor Hugo Forjaz.

Por isso, estas erupções vulcânicas, como as que aconteceram na Costa Rica e no Chile são mais ou menos imprevisíveis.

O que é certo é que estamos a viver um período de agitação solar que interfere no coração da Terra: "As tempestades solares originam movimentos mais rápidos e mais violentos do magma que está a 40 ou 50 km de profundidade e depois isso tem consequência nos vulcões que estão mais à superfície".

Em Portugal, diz o professor da Universidade dos Açores, não há nenhuma situação preocupante.

No Faial, houve "nos últimos três dias 42 pequenos sismos, depois outros a norte dos Açores", mas, sublinha, "é a tal evolução natural da abertura do Atlântico. O fundo do mar Atlântico não é um mar morto, é um mar que está em contínua expansão".

Fonte: http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=4535182

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...