sexta-feira, 1 de maio de 2015

Pontos brilhantes de Ceres novamente visíveis

Esta sequência de imagens obtidas pela sonda Dawn da NASA mostra terreno do hemisfério norte no lado iluminado do planeta anão Ceres.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/UCLA/MPS/DLR/IDA
 
Os dois pontos mais brilhantes no planeta anão Ceres, que têm fascinado os cientistas há meses, estão de volta em novas imagens da sonda Dawn da NASA. A Dawn capturou estas imagens nos dias 14 e 15 de abril a partir de 22.000 km acima do polo norte de Ceres.

As imagens mostram o ponto mais brilhante e o seu companheiro claramente destacados contra os seus arredores mais escuros, mas a sua composição e fontes ainda estão por determinar. Os cientistas também vêm outras características interessantes, incluindo muitas crateras. À medida que a Dawn aproxima-se de Ceres, as características superficiais vão continuar a surgir a resoluções cada vez melhores.

A Dawn terminou a transferência das imagens que ajudaram os planeadores da missão a manobrar a sonda até à sua primeira órbita científica e a preparar observações subsequentes. Todas as operações de aproximação foram executadas na perfeição e mantiveram a Dawn no percurso correto. A Dawn vai passar cerca de três semanas numa órbita quase circular em redor de Ceres, fazendo observações a 13500 km da superfície. No dia 9 de maio, a Dawn começará a descer até órbitas mais pequenas e a fornecer observações de mais alta-resolução.

"A campanha de aproximação e imagem foi concluída com êxito, dando-nos uma visão preliminar e tentadora do mundo que a Dawn está prestes a começar a explorar em detalhe. Permitiu-nos começar a fazer algumas perguntas novas e intrigantes," afirma Marc Rayman, diretor e engenheiro-chefe da missão da Dawn, no JPL da NASA em Pasadena, no estado americano da Califórnia.

No dia 6 de março, a Dawn tornou-se na primeira sonda a orbitar um planeta anão e a primeira a orbitar dois alvos extraterrestres. Os cientistas vão comparar Ceres com o asteroide gigante Vesta, que a Dawn estudou em 2011 e 2012, a fim de obter mais informações sobre a formação do nosso Sistema Solar. Tanto Ceres como Vesta, localizados na cintura de asteroides entre Marte e Júpiter, estavam a caminho de se tornarem planetas antes do seu desenvolvimento ter sido interrompido.

Fonte: http://www.ccvalg.pt/astronomia/noticias/2015/04/28_ceres_dawn.htm

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...