quinta-feira, 14 de maio de 2015

Mistério das cataratas de sangue na Antártida pode ajudar na busca por vida em Marte

Um grupo internacional de cientistas da Natural Science Foundation (NSF) realizou uma expedição para investigar as misteriosas “Cataratas de Sangue”, localizadas na Geleira de Taylor e no Lago Bonney, na Antártida. Os pesquisadores descobriram uma série de condições que, surpreendentemente, sustentariam a hipótese da existência de vida em Marte. E como isso seria possível?
Segundo o artigo publicado pela revista Nature Communication, essas cataratas são alimentadas por enormes depósitos de água subterrânea, salgada e extremamente fria, em cujo interior poderiam viver seres microscópicos – e esse cenário climático é bastante parecido com o do Planeta Vermelho. Isso significa que nos dois locais poderiam se desenvolver formas de vidas similares.
Para essa descoberta, os pesquisadores utilizaram uma tecnologia inovadora, que permite escanear o subterrâneo antártico com o objetivo de conhecer sua composição. Ondas eletromagnéticas são enviadas ao subsolo e retornam com informações decodificadas sobre os minerais encontrados. As Cataratas de Sangue são geradas pela pressão da Geleira de Taylor sobre os materiais que estão debaixo dela. Trata-se de uma salmoura crionoconcentrada, com óxido de ferro, que é expelida com sua cor carmesim. Ou seja, Marte, que contém óxido de ferro em sua superfície, poderia esconder a mesma surpresa repleta de vida nas suas profundidades.

Veja os videos
 
 

Fonte: http://www.seuhistory.com/noticias/misterio-das-cataratas-de-sangue-na-antartida-pode-ajudar-na-busca-por-vida-em-marte

                                          

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...