terça-feira, 26 de maio de 2015

Infecção por vírus ou bactéria pode provocar problemas cardíacos

Não é só a comida gordurosa e a falta de exercícios que fazem mal ao coração. Uma infecção, um resfriado... Eles podem virar um problema cardíaco, como a miocardite. O Bem Estar desta terça-feira (26) falou sobre isso. Participaram do programa o consultor e cardiologista Roberto Kalil e o cardiologista Nabil Ghorayeb.
Infecções na garganta ou uma simples gripe podem aumentar o risco de doenças cardíacas. Isso porque as bactérias e os vírus que a gente pega não ficam só no local da infecção. Eles caem na corrente sanguínea, circulam pelo corpo e o mais preocupante: podem chegar ao coração e agredir a fibra do músculo cardíaco.
Você já ouviu falar de miocardite? Quem já teve descreve os sintomas: dor no peito, falta do ar, palpitação. De acordo com o cardiologista Dirceu Rodrigues de Almeida, esse tipo de sintoma costuma aparecer até três semanas depois da infecção. Aí é preciso se cuidar logo. “Quanto mais tempo você demora a detectar ou interromper este processo inflamatório, maior o risco deste paciente morrer. Ele pode morrer por insuficiência respiratória, ele pode morrer por insuficiência cardíaca, por arritmia. É uma causa de morte súbita.”
A maioria das miocardites é transitória e evolui bem.  Passado o quadro de miocardite, pode haver uma sequela no coração. Fica uma espécie de fibrose, como se fosse uma cicatriz. Se for pequena não interfere em nada, mas dependendo do tamanho, pode levar a arritmias, por exemplo. Cerca de 10% das miocardites podem ser graves e levar a um quadro mais sério de insuficiência cardíaca. Dessas graves, 5% são contornáveis com remédios, suporte circulatório ou transplante, e 5% pode levar à morte, é a chamada miocardite fulminante.

Sinais do coração

Medir o pulso ajuda a descobrir problemas no coração. Você sabia? Um paciente com taquicardia tem a pulsação elevada. Chega a 193 batimentos por minuto, quando o ideal é entre 60 e 90 batimentos.
Se o coração está batendo muito rápido, acima de 90 por minuto em repouso, pode ser sinal de doenças como anemia ou hipertireoidismo. Se acontecer o contrário, batimento menor que 60 por minuto, o paciente pode estar com bradicardia, que é sinal de problemas cardíacos ou do próprio envelhecimento.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/05/infeccao-por-virus-ou-bacteria-pode-provocar-problemas-cardiacos.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...